Inércia Sensorial

25 de October de 2005

Eu odeio a Web 2.0

Filed under: Geral — inerte @ 18:41

Vou começar concordando com Joel Spolsky, ninguém consegue definir o que é Web 2.0. Me perguntei, e para algumas pessoas, qual era o significado. Acho que foi na quinta-feira, há 5 dias atrás. Até hoje estou esperando uma resposta com algum conteúdo.

O termo Web 2.0 é uma masturbação mental. Cada vez que leio em algum blog, ou artigo, tenho que rolar os olhos para trás e entrar em transe, tentando ignorar as rajadas de termos frívolos e frases de efeito.

Buzzwords

A proven 32-bit cutting-edge state-of-the-art industrial-strength Y2K-compliant zero-administration plug-and-play industry-standard Java-enabled internet-ready multimedia professional personal-computer Operating System that is even newer and faster yet compatible, with a user-friendly object-oriented 3D graphical user interface, amazing inter-application communication and plug-in capability, an enhanced filesystem, full integration into Enterprise networks, an exclusive way to deploy distributed components, seamless network sharing of printers and files.

O texto acima foi retirado da resposta à pergunta, Are these buzzwords or what?. À procura de informações para entender a Web 2.0, me deparei com um post do Bruno Torres, e acabei no texto Você sabe o que é Web 2.0? Nossos clientes também não.

Li, reli, e também não entendi.

Porquê a evolução não pode simplesmente acontecer? Tem sempre gente querendo pinçar conceitos díspares e aplicá-los à sua definição de Mundo Melhor. O que eu vejo naqueles que embarcaram na Web 2.0 é uma visão clara de como o mundo deve ser, não apenas na organização de informação, mas da interação social aos propósitos do usuário que se conecta na internet.

A culpa é do mordomo

Montada a utopia, falta encontrar os meios para alcançá-la. Golpeando baixo, torná-la “possível”. Então, começa a ligação de serviços na internet que são bons isoladamente, debaixo de um guarda-chuva, esperando que essa junção faça sentido.

Oh, mas não faz.

Eu não me imagino chegando em um amigo, e depois de perguntar o que ele anda fazendo da vida, responder: Mas isso é tão Web 1.0! Como se um momento divisor tivesse acontecido ou fosse acontecer.

Pra crédito da maioria que anda falando na nova versão da Web, eles também não mencionam um período certo, uma data exata. Não é como se tivéssemos jogado fora tudo que foi aprendido em 60 anos de rede de computador, ou centenas de anos de imprensa, e não olhássemos pra trás. Mas isso está bem escondido no meio da argumentação toda. Parece que foi colocado apenas para se defender de algum tipo de crítica desse naipe.

O falatório, 99% do assunto Web 2.0, desmente esse reconhecimento. Achei ótimo o artigo no The Register intitulado Web 2.0: It’s … like your brain on LSD!. O gráfico reproduz bem toda a festa.

A culpa é do mordomo porquê no termo Web 2.0 é tudo bonito e lindo, você junta um pedaço aqui e acolá e pronto.

Dito isso, faço um favor ao mundo… assino embaixo do Spolsky, nunca mais usarei o termo Web 2.0. A não ser eu precise reclamar de novo… talvez na Web 3.0 RC1, ouvi dizer que ela será lançada quando a Microsoft comprar o Orkut 🙂

2 Comments »

  1. Resumindo, web 2.0 é só uma buzzword, e que já está ficando chata pra cacete.

    Comment by Bruno Torres — 25 de October de 2005 @ 18:53

  2. Olá Bruno,
    Bom, eu realmente concordo com vc. Apezar de ser iniciante nesse ramo vejo que a palavra WEB 2.0 é realmente um termo criado talvez para redefinir uma categoria.
    É um assunto meio complexo pois como vc mesmo disse – Ninguem sabe bem como definir ‘a WEB 2.0’, ou seria ‘o WEB 2.0’ 🙂 –

    Abraços…

    Comment by Renan Lima — 16 de January de 2006 @ 13:51

RSS feed for comments on this post. TrackBack URL

Leave a comment

Powered by WordPress